Bragantino repudia gritos homofóbicos para Pedro Raúl na partida contra o Goiás

img

O Bragantino publicou em suas redes sociais uma nota em repúdio aos gritos homofóbicos direcionados a Pedro Raul, do Goiás, no confronto entre as duas equipes neste domingo. Válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nabi Abi Chedid, a partida terminou empatada por 1 a 1. Tudo começou quando Pedro Raul marcou, de pênalti, o gol que deixou tudo igual no placar, aos 10 minutos do segundo tempo. Na comemoração, o atacante comemorou levando as mãos aos ouvidos enquanto encarava a torcida do Bragantino. Os jogadores do clube paulista não gostaram e iniciaram uma pequena confusão. Após o reinício do jogo foram ouvidos gritos homofóbicos vindos da arquibancada, direcionados ao atual artilheiro da competição. Na nota publicada pelo Bragantino o clube disse estar “indignado” com o ocorrido e que “irá trabalhar para ajudar a identificar os autores, assim como não medirá esforços para que o Nabizão seja, sempre, um ambiente acolhedor para todos os seus torcedores”. O Red Bull Bragantino repudia os gritos homofóbicos que, infelizmente, foram ouvidos hoje no Nabizão. (continua) pic.twitter.com/2LPZYLmLF7 — Red Bull Bragantino (@RedBullBraga) September 18, 2022 A polêmica com a comemoração de Pedro Raul não parou por aí. Após os ânimos se acalmarem, o atacante foi punido com cartão amarelo. Na súmula, o árbitro José Mendonça da Silva Junior justificou que a punição foi por “provocar a torcida adversária”. Com isso, o jogador, que tem sido essencial para o Goiás, está suspenso da próxima partida da equipe, que será na próxima quarta-feira, contra o Botafogo. O Goiás demonstrou seu descontentamento com a atitude do árbitro em uma publicação nas suas redes sociais.   Ver esta publicação no Instagram   Uma publicação partilhada por Goiás Esporte Clube | Oficial (@goiasoficial) O post Bragantino repudia gritos homofóbicos para Pedro Raúl na partida contra o Goiás apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

×