Arbitragem definida para o jogo entre Ituano e Sport; Confira

img

Sport de olho! A CBF escolheu Paulo Roberto Alves Junior, do Paraná, para apitar o jogo entre Ituano e Sport, nesta terça-feira (09), no Novelli Junior. Esse será o décimo primeiro jogo do árbitro pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Assistentes: Bruno Raphael Pires (FIFA), de Goiás, e João Fabio Machado Brischiliari, do Paraná. O VAR ficará sob os comandos de Heber Roberto Lopes, de Santa Catarina. Anteriormente, ele apitou: Ponte Preta 0 X 0 Grêmio (09/04/2022), CSA 1 X 0 Sport (30/04/2022), Vila Nova 2 X 0 Náutico (06/05/2022), Guarani 0 X 0 Vasco (19/05/2022), Criciúma 0 X 1 Cruzeiro (27/05/2022), Novorizontino 0 X 0 Sampaio Corrêa (04/06/2022), Cruzeiro 2 X 0 Ponte Preta (16/06/2022), Sampaio Corrêa 2 X 0 Ituano (09/07/2022), Chapecoense 0 X 0 Grêmio (26/07/2022) e Brusque 0 X 0 Cruzeiro (30/07/2022). Primeiro dia do lateral Eduardo no Sport Sport tem plano de pagamento para Guto Ferreira atendido e recebe reconhecimento da CNRD Mais um importante passo dado pelo Sport na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). Na última quarta-feira (03), a vice-presidência jurídica do Clube obteve decisão favorável deferindo um plano de parcelamento da ação de cobrança ingressada pelo Guto Ferreira, por conta de débitos referentes à passagem dele pelo Leão entre 2019 e 2020. A matéria foi atualizada no Portal da Transferência. O montante da dívida é de R$ 914.808,55, que consiste em salários atrasados, multa pela rescisão contratual e premiação do acesso obtido pelo treinador. Inicialmente, a proposta do Sport para quitação não foi aceita por Guto Ferreira. A Câmara, entretanto, intermediou em prol do Clube, por conta da proposta apresentada pela diretoria, e deferiu a oferta tendo em vista o histórico do Leão nos últimos meses. Assim, o montante será pago em 15 parcelas consecutivas, a serem finalizadas em outubro de 2023. Vice-presidente jurídico do Sport, Rodrigo Guedes falou sobre a ação e destacou o reconhecimento da CNRD. “Essa é mais uma vitória da nossa gestão. No início de julho fomos intimados pela CNRD a pagar o processo de Guto. O Sport fez um plano de parcelamento, adequando-se à realidade do Clube, e propôs pagar em 15 parcelas. Infelizmente, o técnico não aceitou, mas a CNRD entendeu que o plano era razoável e deferiu o nosso parcelamento. Agora, vamos iniciar a primeira parcela. Serão 15 no total”, afirmou. O acerto realizado pela vice-presidência jurídica contribui para que sejam evitadas sanções ao Clube, como a proibição do registro de jogadores na CBF. Além disso, a nova negociação reforça a recuperação da imagem do Sport junto à Câmara em busca de firmar novas negociações. Recentemente, o Clube havia firmado e quitado negociações na CNRD com o meia Thomás, além de intermediários do volante Rithely. A soma do pagamento desses dois acordos custou cerca de R$ 1,75 milhão – ao longo deste ano, o montante quitado chegou a cerca de R$ 3 milhões. “O importante que conseguimos com essa decisão não é apenas resolver mais um processo, mas o reconhecimento da própria CNRD nesse momento tão difícil do Clube. No processo, ela cita a nova postura do Sport e destaca que esse retrospecto recente confere a credibilidade de volta ao Clube”, reforçou o vice jurídico. “Com isso, conseguiremos melhores acordos e formas de fazer o pagamento em outros processos. Tanto que estamos fechando a janela de transferência de agosto sem penalizações, inscrevendo todos os atletas que estão chegando. É mais uma vitória do Sport, dessa gestão que busca realmente pagar o que se deve para recuperar a credibilidade do Clube”, completou.

×