AC Milan chora morte de Villiam Vecchi. Herói de Salónica tinha 73 anos

img

O AC Milan emitiu, ao final da manhã desta quarta-feira, uma nota de pesar pela morte de Villiam Vecchi, histórico jogador que defendeu a baliza do clube entre 1967 e 1974, antes de somar passagens por Como e SPAL. Tinha 73 anos. "Sempre próximo do AC Milan, sempre rossonero. O herói de Salónica continuará a defender, lá em cima. Emoção infinita de todos os milanistas pela morte de Villiam Vecchi. Condolências à família do nosso histórico número 1 e treinador dos guarda-redes campeões da Europa de 2003 e 2007", pode ler-se. Ao serviço do clube italiano, o antigo guarda-redes conquistou uma Serie A, uma Taça de Itália, uma Liga dos Campeões e uma Taça da Taças. Neste último troféu, disputado em Salónica, foi peça fundamental no triunfo sobre o Leeds United, por 1-0. Já enquanto treinador de guardiões, passou por Reggiana 1919, Parma, Juventus, AC Milan, Real Madrid e Bayern Munique, onde orientou 'gigantes' das balizas como Gianluigi Buffon, Iker Casillas, Dida ou Manuel Neuer. Sempre vicino al Milan, sempre rossonero. L'eroe di Salonicco continuerà a parare da lassù. Commozione infinita in tutti i milanisti per la scomparsa di Villiam Vecchi. Condoglianze alla famiglia del nostro storico numero 1 e Mister dei portieri Campioni d'Europa 2003 e 2007 pic.twitter.com/b2ReWR5Q1j — AC Milan (@acmilan) August 3, 2022 Leia Também: Oficial: Belga Charles De Ketelaere é reforço do AC Milan

×