Balotelli arrasa "máfia" do futebol suíço: "Corrupção e injustiça reinam"

img

Mario Balotelli, atual jogador dos suíços do Sion, recorreu esta segunda-feira às redes sociais para deixar uma dura mensagem na qual disparou contra a Federação Suíça de Futebol, a qual acusa de ser uma máfia. "Federação suíça, não sei em que tipo de máfia estão envolvidos, mas jogadores como eu não têm orgulho em jogar numa liga onde a injustiça, a corrupção e a incapacidade são soberanos. O futebol é uma profissão e como tal todos devemos levá-lo a sério, incluindo os árbitros. Não continuarei a colocar a minha saúde em risco dentro de campo se não for protegido das faltas dos adversários e dos ataques dos adeptos. Não quero saber daquilo a que vocês estão habituados, têm de mudar e o mundo inteiro tem de pôr os olhos nesta liga para ver a vergonha que estão a fazer. Eu cometi um erro e pagarei por isso. A Federação cometeu um erro? Irá pagar por isso... O árbitro cometeu erros? Também tem de pagar", escreveu, finalizando com os hashtags "escandaloso" e "arranjem a liga suíça". De referir que o internacional italiano protagonizou um incidente no fim de semana na partida contra o Basileia. Mario Balotelli mostrou o dedo do meio aos adeptos da equipa adversária quando estava a ser assistido no relvado depois de uma alegada falta que não fora assinalada. A federação suíça já reagiu a esta mensagem de Balotelli, afirmando que o gesto do avançado italiano, assim como a mensagem na rede social Instagram, serão alvo de análise por parte do Conselho de Disciplina. "Vamos enviar esta publicação das redes sociais para o Conselho de Disciplina. Se for tomada alguma ação, será a abertura de um processo disciplinar antes de qualquer sanção", afirmou esta segunda-feira David Barras, porta-voz da federação suíça.   A mensagem de Mario Balotelli© DR      

×