Leixões com menos um dá a volta ao marcador frente a Covilhã perdulário

img

Os 'leões da serra', pior defesa do campeonato e sem vencer desde a primeira jornada, marcaram primeiro, por Kukula (47), mas, com mais um em campo, foram perdulários e permitiram o empate, por Zé Eduardo (80), e a reviravolta, por Erivaldo (90+02). Os serranos, apenas com uma vitória esta temporada, ainda sem vencer em casa e no último lugar da classificação, defrontaram a formação de Matosinhos, vindo de dois empates e com mais sete pontos, numa primeira metade equilibrada e movimentada. Seydine foi o primeiro a tentar a sorte, para a defesa fácil do guarda-redes visitante, e Thalis respondeu, com São Bento a agarrar com facilidade. O primeiro momento de sobressalto foi protagonizado pelo central Brunão, num lance de confusão na pequena área serrana, mas a bola foi travada quase em cima da linha de golo. Aos 28 minutos, foram os 'leões da serra' a criarem perigo quando, em resposta ao cruzamento de Nuno Rodrigues, Kukula acertou ao lado num pontapé acrobático. A melhor ocasião de golo foi, contudo, do Leixões, aos 35 minutos, quando Kiki acertou na barra. A reação foi de Zé Tiago, que aos 44 minutos recebeu na direita de Nuno Rodrigues e obrigou Beaunardeau a defesa apertada. No regresso do descanso, o Covilhã chegou à vantagem, aos 47 minutos, de bola parada. Jorginho bateu o canto e Kukula cabeceou de cima para baixo e atirou para o fundo das redes. A perder, os leixonenses viram a situação complicar-se, com a expulsão de Agostinho, aos 54 minutos, quando viu o segundo cartão amarelo, mas, apesar da desvantagem no marcador e numérica, não baixaram os braços. O guardião tirou a bola da cabeça de Adams e o Covilhã voltou a ver Beunardeau negar-lhe o golo, num livre de Gilberto, mas o Leixões foi sempre insistente e primeiro Kiki obrigou a defesa vistosa de São Bento e, aos 80 minutos, arrancou pela esquerda e serviu Zé Eduardo, que fez o empate. Os serranos criaram ocasiões flagrantes para marcar, as mais soberanas por Beléa e Zé Tiago, que contaram com a oposição do guarda-redes leixonense. Já nos descontos, num contra-ataque, Paulo Alves assistiu e Erivaldo operou a reviravolta no marcador, afastando mais o lanterna-vermelha Covilhã dos adversários mais diretos no fundo da tabela e fazendo os nortenhos subir ao 12.º posto.

×