Luís Freire quer mais consistência pontual do Rio Ave fora de casa

img

Fora do seu reduto, a formação vila-condense ainda não conseguiu qualquer vitória, tendo apenas três pontos somados como visitante, num contraste com os 12 pontos amealhados no estádio dos Arcos, fruto de quatro vitórias. "Se conseguimos ser pressionantes e fortes nos duelos em casa, temos de continuar a fazer isso fora. Temos de saber sofrer quando estivermos sem bola e aguentar a pressão do adversário. Sinto que estamos mais preparados, confiantes e consistentes para isso", disse Luís Freire. Sobre o próximo adversário, o treinador do Rio Ave falou num "Arouca moralizado com os bons resultados que tem conseguido", considerando que a sua equipa "tem de ter ambição e mostrar capacidade para ganhar". "O grupo já tem mais tempo de trabalho junto e certamente vamos para patamares exibicionais superiores. Temos sempre de querer jogar para ganhar e este desafio com o Arouca não foge à regra", vincou o técnico. Depois do triunfo da última jornada, frente ao Boavista (1-0), Luís Freire sente que a equipa "está mais perto de conseguir, pela primeira vez, no campeonato, duas vitórias seguidas", lembrando que o seu conjunto fez 10 pontos nos últimos seis jogos. "Se não o conseguirmos [vencer], temos de morrer a tentar. O grande objetivo é esse, estaremos focados no que temos de fazer. Se assim for, comprometidos coletivamente, teremos uma palavra a dizer neste jogo", analisou. Com cerca de um terço do campeonato percorrido, e no último jogo na prova antes da paragem para o Mundial Qatar2022, o treinador do Rio Ave diz-se "satisfeito" com a prestação até ao momento, considerando que a equipa "está dentro dos objetivos" propostos. "Satisfeito com o que construímos e com o crescimento como equipa. Ofensivamente temos feito golos, defensivamente crescido, daí pontuarmos de forma mais frequente, estamos mais consistentes. Estamos globalmente agradados em termos de pontos, mas queremos mais", vincou Luís Freire. Questionado, ainda assim, sobre eventuais ajustes no grupo na reabertura do mercado de transferências, em janeiro, o treinador do Rio Ave disse que "ainda é muito cedo para perspetivar" esse assunto, afirmando estar "muito contente com o grupo". Para este desafio em Arouca, Pedro Amaral, castigado, e Hernâni e Joca, lesionados, são as únicas 'baixas' nos vila-condenses. O Rio Ave, 12.º no campeonato, joga este sábado no terreno do Arouca, oitavo, numa partida agendada para as 18:00, que terá arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga. Leia Também: Carlos Cunha acredita que Gil Vicente pode "surpreender" Benfica na Luz

×