Mário Zagallo, bicampeão mundial, hospitalizado com infeção respiratória

img

O Hospital Barra d'Or, no Rio de Janeiro, fez saber, através de um comunicado à imprensa, que Zagallo está "lúcido" e que "não está a receber assistência respiratória", além de ter sido testado para a covid-19, cujo resultado deu negativo. Com quase 91 anos, o 'Velho Lobo, como é conhecido no Brasil, publica regularmente fotos com momentos e recordações da sua longa carreira na rede social Instagram, onde tem mais de 115 mil seguidores. Zagallo, além de ter sido o primeiro a conquistar dois Mundiais como jogador, em 1958 e 1962, e mais tarde como treinador, em 1970, muito antes do alemão Franz Beckenbauer (1974 e 1990) e do francês Didier Deschamps (1998 e 2018), é o único, até hoje, a ter participado em cinco finais de Mundiais, das quais perdeu apenas uma, contra a França, em 1998, como técnico. Em 1994, nos Estados Unidos, foi adjunto de Carlos Alberto Parreira, no quarto dos cinco títulos mundiais conquistados pelo Brasil, mas a sua 'obra-prima' continua a ser o Mundial de 1970, no México, onde, recém-nomeado técnico, conduziu o Brasil à sua terceira coroação planetária com um futebol espetacular e craques como Pelé, Jairzinho, Tostão, Gerson e Rivellino. Quem lhe endereçou uma mensagem de apoio foi Pelé, que também tem enfrentados problemas de saúde, e com quem partilhou a conquista dos Mundiais de 1958 e 1962: "Meu grande amigo, sei que você está a passar por um momento difícil, mas envio-lhe energia positiva. Em breve estará recuperado, com a mesma energia de sempre. Coragem, lobo velho!"

×