Notas do Estoril-Benfica: Bis improvável e goleada em mais um 'passeio'

img

Mais um jogo, mais uma goleada para o Benfica. O 'rolo compressor' das águias fez mais uma vitíma e o Estoril não conseguiu escapar à veia goleadora imposta por Roger Schmidt (5-1) no ADN da equipa da Luz. No Estádio António Coimbra da Mota, os primeiros minutos até mostraram um Estoril capaz de criar lances de perigo, mas assim que Musa fez o primeiro golo da noite, tudo ficou mais difícil para os caseiros, que entraram num carrossel de autêntico pesadelo.  António Silva bisou ainda antes do intervalo e na segunda parte também João Mário e Ristic deram colorido maior ao marcador, atirando o conjunto de Nélson Veríssimo ao tapete, sendo que Serginho conseguiu, no meio do referido pesadelo, encontrar um pouco de luz e bater Odysseas já nos descontos.  A vitória permitiu a chegada à marca dos 34 pontos ao cabo de 12 rondas. Quer isto dizer que as águias apenas falham dois dos 36 pontos que estas primeiras 12 jornadas permitiram alcançar. A distância para o rival FC Porto, atual campeão nacional e segundo classificado, voltou a ser reposta para oito pontos, ao mesmo tempo que ficou evidente que o Benfica vive um momento de forma como há muito não se via.  Vamos aos protagonistas de um jogo de sentido único.  ⌚️Apito final: GDEP 1-5 SLBApós 23 jogos nesta temporada, o Benfica de Roger Schmidt tem o melhor ataque dos últimos 32 anos:63 golos - 2,73 golos/jogo 🇩🇪Roger Schmidt (22/23)69 golos - 3 golos/jogo 🇸🇪Sven-Goran Eriksson pic.twitter.com/FM00h4dOCl — playmakerstats (@playmaker_PT) November 6, 2022 A figura António Silva continua a surpreender tudo e todos a poucos dias de Fernando Santos anunciar os convocados da seleção nacional para o Mundial'2022. O jovem central de 19 anos estreou-se a marcar no campeonato e logo em dose dupla, confirmando ser uma arma para os lances ofensivos de bola parada, ao mesmo tempo que oferece segurança e critério na dupla que vai formando com Otamendi. Ameaça tornar-se, de facto, num caso sério.  🇵🇹António Silva é o mais jovem defesa a bisar pelo Benfica na Liga Portuguesa com 19 anos e 8 dias. — playmakerstats (@playmaker_PT) November 6, 2022 A surpresa Também Petar Musa continua a mostrar serviço a Schmidt e ontem aproveitou a ausência de Gonçalo Ramos para marcar pontos. Foi o croata quem abriu o marcador na Amoreira, numa altura em que o Estoril ia ganhando confiança, através de um belo golpe de cabeça. Este foi o terceiro jogo consecutivo a marcar, depois de Desportivo de Chaves e Maccabi Haifa. Um reforço que se vai afirmando como (boa) arma de recurso.  🇵🇹 Estoril 🆚 BenficaPetar Musa pode ser reserva mas vai mostrando, aqui e ali, futebol de titular⭐️#EPFSLB #Ligabwin#RatersGonnaRate pic.twitter.com/4KxYa9LVi5 — GoalPoint (@_Goalpoint) November 6, 2022 A desilusão  Torna-se difícil não apontar Pedro Silva como a desilusão da noite, num jogo até em que foi titular por conta do castigo de Dani Figueira. Não foi o único culpado pelos cinco golos sofridos na Amoreira, mas torna-se no rosto mais visível. Noite para esquecer.  Os treinadores Nélson Veríssimo Tentou contrariar a ideia base do Benfica, fechando os caminhos a Enzo Fernández no corredor central, mas depressa viu o adversário dar a volta ao texto e encontrar todos os pontos fracos deste Estoril. A partir do primeiro golo, o jogo foi de sentido único e os canarinhos não tiveram argumentos para travar as águias.  Roger Schmidt Mexeu no onze titular e a equipa deu uma boa resposta. Estar a ganhar 3-0 ao intervalo seria o desejo de qualquer treinador, ainda para mais estando a jogar fora de casa. Já leva 23 jogos nesta temporada e ainda não conheceu o sabor da derrota. O registo de Jorge Jesus já foi superado, mas há mais para alcançar. No final avisou que será difícil bater este Benfica.  O árbitro  Nuno Almeida mostrou critério largo na primeira parte, não deixando muita margem para os protestos dos jogadores. Terminou o jogo sem mostrar qualquer cartão amarelo e com um total de 23 faltas assinaladas. No lance do golo anulsdo a Henrique Araújo esperou pelo alerta do VAR, mas assumiu a responsabilidade de consultar as imagens para tomar uma decisão.  Leia Também: Benfica consegue melhor arranque de invencibilidade do século XXI

×