Otto Addo arrasa árbitro: "Talvez Cristiano Ronaldo tenha tido um bónus"

img

Otto Addo, selecionador do Gana, visou diretamente o árbitro Ismail Elfath após a derrota diante de Portugal (2-3), registada esta quinta-feira, no Mundial'2022. O selecionador ganês acredita ter sido prejudicado e contesta a grande penalidade que Cristiano Ronaldo transformou no primeiro golo da partida.  "Cometemos erros nos segundo e terceiro golos, mas tivemos falta de sorte. Poderíamos ter conseguido pontos, o árbitro não ajudou, mas concordo que os cartões amarelos mostrados à minha equipa foram merecidos", começou por dizer Otto Addo, em conferência de imprensa, prosseguindo. "Talvez o Cristiano Ronaldo tenha tido um bónus por ser uma estrela. Vocês [jornalistas] têm de perguntar ao árbitro, porque estávamos a jogar e tivemos um corpo a corpo entre os jogadores dentro da área. Não sei se o VAR não estava prestar atenção, ou o árbitro, mas se virmos as imagens foi uma falta contra a nossa equipa", criticou.  Sobre o jogo, o selecionador do Gana admite também que reina a "desilusão" no balneário, mas também lembra que seria difícil vencer Portugal.  "Estamos muito dececionados, principalmente porque fizemos uma boa partida, tivemos uma boa posse de bola. É verdade que nós também tentámos defender muito e permitimos menos chances de golo. No segundo tempo, ficámos mais presos, Portugal conseguiu marcar um golo quando o árbitro decidiu marcar penálti [contra o Gana]. Sabíamos que era difícil, mas fomos valentes e tentámos de tudo o que era possível. Marcamos dois golos e quase empatámos. Faltou um bocadinho de sorte, mas não tivemos muita sorte e, dessa forma, não conseguimos nenhum ponto", concluiu Otto Addo.  Leia Também: Cristiano Ronaldo orgulhoso: "Único jogador a marcar em cinco Mundiais"

×