Pai de Haaland revela planos do verão: "Se não fosse o Man. City, era..."

img

Erling Haaland protagonizou uma das maiores transferências do mercado deste verão. Meses depois de o norueguês ter trocado o Borussia Dortmund pelo Manchester City, o pai de Haaland, Alfie Haaland, revelou quais eram os planos para a janela de transferências. "Na nossa lista, creio que o Manchester City era o melhor clube. Se não fosse o Man. City, era o Bayern Munique, que era a segunda opção. O Real Madrid era o terceiro, o PSG era o quarto... Liverpool, Chelsea e Barcelona também estavam na lista", disse em declarações recolhidas pelo jornal The Times. Nas mesmas declarações, que fazem parte do documentário sobre o avançado, Haaland revelou que Guardiola não foi motivo para escolher os citizens. "Nunca tomei a decisão de mudar-me para um clube ou outro em função do treinador, mas é uma grande vantagem ter Pep Guardiola no Manchester City. É o melhor treinador do mundo. Este é o maior projeto desportivo da atualidade em todo o mundo e estou feliz por fazer parte dele", disse o jogador. Haaland leva 14 golos em 10 jogos com a camisola do Manchester City, que é o atual vice-líder da Premier League. Leia Também: Real Madrid prepara duplo ataque ao City e quer juntar Haaland e Cancelo

×