Rio Ave não deu sequência às queixas de assédio a pedido das jogadoras

img

O Rio Ave emitiu, ao final da manhã desta quinta-feira, um comunicado oficial a propósito da acusações de assédio sexual de várias jogadoras do clube a Miguel Afonso, antigo técnico dos vilacondenses, tal como veiculado pelo jornal Público na edição impressa do dia de hoje. Na nota oficial, o clube vilacondense admite ter tido conhecimento de "alguns comentários" no final da época 2020-2021, mas não deu sequências às mesmas a pedido das jogadoras. O Rio Ave esclarece ainda que confrontou o treinador Miguel Afonso com estas acusações, algo que o técnico acabou por negar. Confira o comunicado na íntegra: Tendo o Rio Ave Futebol Clube tido conhecimento da notícia hoje publicada na edição do jornal Público, cumpre esclarecer o seguinte: 1- O treinador Miguel Afonso orientou a equipa de futebol feminino sénior do Rio Ave FC na época 2020/2021; 2- No final dessa época desportiva, teve o Rio Ave FC conhecimento de alguns comentários circunstanciais relatados por atletas, relativamente a alegadas abordagens despropositadas do treinador. Confrontado com o assunto, o técnico negou tais situações e, a pedido das atletas, o assunto não teve seguimento; 3- Ao longo da temporada, que seja do nosso conhecimento, não foi realizada qualquer queixa formal e oficial de nenhuma atleta junto das autoridades; 4- Pese embora o rendimento positivo da equipa nessa época desportiva, entendeu o Rio Ave FC que a gestão de grupo e as metodologias não eram consensuais e adequadas, não estando reunidas as condições para a continuidade do técnico, pelo que encerrou aí a ligação com o mesmo. Além disso, importa ainda sublinhar que o Rio Ave Futebol Clube sempre foi intransigente com determinados valores, dos quais não abdica, como a igualdade de géneros e de tratamento, respeito, cidadania e ética profissional e humana, não se revendo em nenhuma situação que alegadamente se enquadra no tema tratado pela notícia. O Rio Ave Futebol Clube estará sempre completamente disponível e colaborante com os organismos competentes para o total e cabal apuramento da verdade." Leia Também: Técnico acusado de assédio reage: "Há algo de estranho aqui montado" Leia Também: CD da FPF abre processo a Miguel Afonso após acusações de assédio Leia Também: Jogadoras do Rio Ave acusam atual técnico do Famalicão de assédio sexual

×