A invencibilidade do Sandinenses caiu de forma perentória

img

Passadas 13 jornadas da fase regular da Pró-Nacional da AF Braga, o Sandinenses averbou, na tarde de ontem, a primeira derrota na competição. A equipa de Hugo Xavier segue isolada na liderança, é verdade, mas ontem foi incapaz de segurar um GD Joane que mostrou na casa do adversário uma força inesgotável do primeiro ao último minuto. Com Islas a “voar” pelo terreno de jogo, o conjunto de Nélson Silva desperdiçou um penálti (grande defesa de Luís Vieira), mas levantou-se a tempo de ser a primeira equipa a conseguir derrotar o comandante da série B. A precisar de encurtar distâncias para o adversário de ontem, a entrada do GD Joane foi de quem não iria esperar pelo o que jogo poderia dar. Nélson Silva não quis as sobras, antes o domínio, e foi isso que se viu na maioria do tempo que a partida teve. Rafa sofreu falta para penálti, mas o remate de Nuno da marca dos 11 metros foi parado por um Luís Vieira que afastou a bola das redes. Mesmo depois de ter falhado o 0-1, o Joane continuou o seu périplo intensivo pela baliza contrária. Islas, aos 20 minutos, cabeceou sem oposição e à meia hora, com um remate colocado e rasteiro, obrigou Luís a esticar-se. [Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho] The post A invencibilidade do Sandinenses caiu de forma perentória appeared first on DM.

×